Sua empresa já está adequada à LGPD?

Sua empresa já está adequada à LGPD?

Compartilhe agora mesmo:

Lei Geral de Proteção de Dados entrará em vigor em 2020 e afeta todos os setores da economia

Em agosto de 2020, a Lei Geral de Proteção de Dados entrará em vigor no Brasil com o objetivo de garantir às pessoas maior privacidade de dados pessoais e permitir um maior controle sobre eles. Dessa forma, a LGPD estabelece novas regras em relação à coleta, armazenamento e uso de dados pessoais.

Além de aumentar o controle do titular sobre os seus dados, a nova legislação vai trazer mais transparência e segurança jurídica para as entidades dos setores público e privado.

Mas o que isso significa para o seu empreendimento? A lei será aplicada a todos os setores da economia e a todos os tamanhos de empresa. Com isso, as obrigações das companhias devem mudar em pontos referentes à segurança, transparência de dados, privacidade e proteção de informações pessoais, tendo um impacto significativo nos negócios.

Confira algumas das principais mudanças da nova legislação:

  • Dados pessoais (nome, idade, gênero, endereço, e-mail etc) só poderão ser coletados caso tenham o consentimento claro do seu titular
  • A empresa deve deixar clara ao usuário a finalidade da coleta de seus dados, ser transparente em relação ao tratamento dessas informações e garantir a segurança delas
  • O usuário deve ter fácil acesso a essas informações sempre que desejar e, caso queira, pode revogar seu consentimento de compartilhamento de dados
  • Informações sensíveis, como posicionamento político, religioso ou orientação sexual, serão tratadas com mais rigor
  • A lei se aplica também aos subcontratantes da empresa, como fornecedores, agências e parceiros de tecnologia

Apesar de ainda faltar um ano para a LGPD começar a valer, é importante salientar que as organizações devem começar a adaptar seus processos e produtos o mais rápido possível, já que o não cumprimento dessas obrigações pode gerar multas de até R$ 50 milhões.

Como a Memory Company pode te ajudar?

Para a Microsoft, a gestão de dados pelas companhias deve ter como direcionamento os princípios de equidade, confiabilidade e proteção, privacidade e segurança e inclusão, sustentados por dois princípios fundamentais: transparência e responsabilidade. A Microsoft é uma das empresas que mais investem em segurança em todo o mundo – dos US$ 13 bilhões investidos em pesquisa e desenvolvimento, US$ 1 bilhão é destinado especificamente para essa área.

No caso da LGPD, o ideal é construir serviços e soluções já fundamentados na segurança. Inclusive já existem aplicações que estão em conformidade com a nova lei, como o Microsoft 365, por exemplo, que unifica a segurança do companhia e produtividade do usuário. A ferramenta permite que todos os processos de determinado documento sejam acessados e monitorados de qualquer lugar e dispositivo.

Com o Microsoft 365, sua empresa pode: mapear dados e fazer uma auditoria, revisar políticas de desenvolvimento, treinar e conscientizar equipes, contar com um time de Compliance e estar em conformidade até fevereiro de 2020.

Todas essas iniciativas visam garantir que o seu negócio esteja pronto para o trabalho moderno, ao mesmo tempo em que está em conformidade com à nova lei, protegendo clientes, parceiros e colaboradores. Conheça agora o Microsoft 365!

Compartilhe agora mesmo:

Cadastre-se e fique por dentro do mercado, das novidades e da tecnologia!

100% livre de spam. Prometemos não enviar SPAM

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!