Conheça dicas de segurança digital para videoconferência | Blog Memory Company | Solution I.T Nuvem Conheça dicas de segurança digital para videoconferência

Conheça dicas de segurança digital para videoconferência

A quarentena causada pela pandemia de COVID-19 afetou diversos aspectos do cotidiano pessoal e profissional de pessoas do mundo inteiro. Com a impossibilidade de sair de casa da mesma maneira, a tecnologia ganhou papel crucial para permitir a continuidade do trabalho e saúde mental, e os computadores e smartphones modernos mudaram completamente a resposta mundial a uma pandemia.

Entre as tecnologias que mais ganharam espaço na vida dos brasileiros durante esse período estão as videochamadas: Aulas, reuniões de condomínio, autenticação de documentos com a contabilidade, conferências da empresa, tudo isso agora é feito através de aplicativos como o Zoom, Skype e Teams, com todos seguros dentro de casa e distantes de eventual contato com o vírus.

Mas essa dependência na tecnologia levanta outras questões – embora estejamos seguros contra o vírus, será que a migração para chamadas virtuais não prejudica a segurança digital de nossos documentos confidenciais do trabalho ou pessoais? É para resolver isso que esse artigo separa as melhores dicas de segurança digital para videoconferências.

Garantindo a segurança e estabilidade da rede

O primeiro passo importante para proteger os dados e a integridade de uma chamada em vídeo é adicionar à sua conexão com a internet uma camada de criptografia. A criptografia impede que os dados possam ser lidos por terceiros, desde o provedor de internet até hackers, e evita flutuações na velocidade, importante para a qualidade das chamadas. Para isso, basta instalar uma VPN em seu computador ou celular, e ativar o aplicativo antes de iniciar a chamada. A proteção acontecerá automaticamente.

Com a criptografia habilitada, outra etapa interessante para impedir ataques à infraestrutura de rede é habilitar o firewall. O Microsoft Windows e o macOS já possuem um firewall nativo, bastando ativar nas configurações do computador. Essa ferramenta evita que processos criem conexões não autorizadas em sua máquina.

Por fim, para dispositivos conectados via Wi-Fi, é recomendável navegar até as configurações do roteador e realizar alguns ajustes:

  1. Desligue o recurso WPS: O WPS é vulnerável a ataques de força bruta.
  2. Use uma senha forte: Elabore uma senha segura, com símbolos e letras.
  3. Use o padrão WPA2-PSK: Jamais permita que sua rede utilize o padrão WEP

Proteção do computador ou smartphone

Se nossa estrutura de rede está segura, a outra possibilidade para ataques em nossas chamadas de vídeo, como espionagem da tela ou interferência, é o abuso de vulnerabilidades ou vírus em nosso dispositivo. Antes de mais nada, é importante atualizar o sistema e o aplicativo para a versão mais recente disponível, já que atualizações do sistema carregam correções para falhas de segurança que permitem ataques remotos.

Para aparelhos Android, pode ser importante instalar um antivírus, mas é necessária cautela para não baixar um aplicativo pesado ou com falsa-utilidade, algo comum na Play Store, uma lista dos melhores antivírus para Android pode ajudar. Já nos computadores com Windows, o antivírus do próprio Windows 10 já é mais do que o suficiente, conhecido como Windows Defender, o recurso pode ser habilitado no aplicativo de configurações.

Se você preferir usar o computador para melhorar a segurança de suas chamadas, mas não possuir webcam, uma alternativa é o uso de um smartphone como webcam no computador. Para isso, basta instalar um dos aplicativos com esse recurso, como o iVCam, DroidCam, entre outros. Através da rede Wi-Fi ou cabo USB, o aplicativo se comunica com o computador como se fosse uma câmera comum.

Outras dicas gerais de segurança para computadores são válidas para proteger chamadas em vídeo

  • Não abra anexos de emails suspeitos: Diversos vírus são encaminhados via e-mail, inclusive, um novo golpe rouba dados usando um convite falso para o Zoom.
  • Ative a criptografia de disco: Assim como em nossa rede, a criptografia pode proteger arquivos no HD, no Windows, o recurso se chama BitLocker e pode ser habilitado no Painel de Controle.
  • Use protetores de câmera: Improvisados com materiais caseiros, ou comprados facilmente em lojas online, os protetores de câmera servem para cobrir a câmera quando não estiver em uso, evitando espionagem ou gravações inesperadas.

Agora, você está pronto para fazer chamadas em vídeo sem se preocupar com a vulnerabilidade de suas conversas pessoais através da internet. Aproveite também para ler mais dicas para suas reuniões no Microsoft Teams.

Fale com nossa equipe

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.